A cabana do Bosque



Quando eu tinha 9 anos eu vivia perto de uma floresta numa serra, a chamada Serra de Sintra, em Portugal. Então eu e algumas crianças costumávamos brincar nessa floresta que ficava mesmo perto de casa. Os nossos pais sempre nos avisavam para não irmos muito longe daquela floresta. Mas quando tínhamos 15 anos e éramos super rebeldes, partimos numa aventura que eu e eles preferiam nunca ter começado.
Fomos para além daquela parte da Floresta. Sempre tivemos duvidas por que é que ninguém ia tão longe daquela floresta. Continuamos sempre, já era escuro, quase 7h da noite e não se via nada a não ser árvores e animais noturnos como o normal. Chegamos a um certo ponto que a nossa colega Laura disse que era melhor irmos outra vez para casa.
A verdade é que nós não conseguíamos chegar a casa, já eram 8h45m da noite e ainda não tínhamos saído. O Carlos admirou-se como é que era possível ainda não termos saído dali. Quando de repente reparamos que andávamos ás voltas. Até que encontramos uma pequena casa... Até hoje não me lembro de a ter visto quando íamos para além da Floresta. Entramos... havia uma senhora velhota que nos deu comida e bebida. Achamos estranho. Aquela mulher nem o nome dela nos quis dizer. De repente ela mandou os outros irem lá fora buscar uma coisa qualquer que já nem me lembro e eles foram. Só eu, a Laura e o Carlos é que ficamos lá dentro. Quando nos demos conta que a velhota tinha desaparecido de repente, o Carlos achou que tivéssemos loucos. Mas a velhota voltou e de um momento para o outro ela começou a sorrir a ficar numa mulher jovem! Assustada, eu comecei a correr fora da casa. Mas a mulher corria mais rápido e tinha dentes pontiagudos na boca. Os que estavam cá fora começaram a gritar. Começamos a correr bastante, até que de um segundo para outro já estávamos perto de casa.
Até hoje nenhum de nós sabe o que aconteceu. O que era aquilo? Onde era? Quem era a mulher? Pergunto-me todos os dias hoje.




Como descobrir se você é um Lobisomem?




Sinais do lobisomem humana.A transformação em lobisomem é secreto, implícita, e o homem em todos os sentidos ele esconde. Por isso, é necessário prestar atenção a esses sinais no comportamento, como impulsividade aumentada, agressividade, desejo de violência, raiva irracional, insônia, ansiedade e outros sinais de comportamento incomum. Mas ao longo do tempo, estes sintomas são controláveis, então você não pode depender exclusivamente deles.Que parte da memória humana é armazenado na memória quando a transformação do lobisomem?Esta pergunta não tem resposta simples. Se falamos sobre o tipo de lobisomem "Wolf", eles são divididos em subtipos, como "esquecido" - se transformou em um lobo, um lobo não consegue lembrar de nada da minha vida, "vagas lembranças" - Wolf se sente mais segura em casa, onde ele vive como um homem, e subconscientemente sentir afinidade com o povo de perto ", toda a memória" - todas as memórias humanas são armazenados, mas são interpretados pela consciência do lobo.Diferenciação dos lobisomens no grau de perigo. 



1) "O Lobo" - a transformação em um homem lobo quase perde a mente humana ea consciência torna-se o lobo. Isto é, torna-se muito mais do que lobo homem. Ele não se destina a matar a vítima por causa da morte, mas pode, por exemplo, para atacar uma criança e come-se bastante fome. Porque lobo lobisomem não é cem por cento, às vezes pode tornar inconscientes, ações incontroláveis. Por exemplo, o ruído da cidade possam de alguma forma despertar nele os instintos de predador e então ele começa a matar um ao outro. Mas, muito provavelmente, um lobisomem apenas fugir na floresta próxima.Deve notar-se que o tipo original do Lobisomem "Wolf" pode ir por todas as três fases, para preservar a memória (ver acima). Normalmente, os lobisomens são consistentemente todas essas etapas, se eles são beta. Assim como a experiência do lobisomem está crescendo, crescendo, e capacidade de memória de armazenamento para a transformação.Um fato interessante, que caracteriza os "territorial" instintos do lobo - se a conversão acontece em sua própria casa ou apartamento humano-lobisomem, e se ele ainda retém memórias parciais de sua vida humana, o lobisomem vai guardar sua casa, como um lobo guardando seu território. Se a conversão ocorre em outro lugar, o lobisomem é extremamente cauteloso, sabendo que o lugar onde ela está, pode pertencer a um outro lobo. 


2) "O demônio" - a transformação em lobisomem lobo perde algum controle sobre seus desejos ocultos. Motivos internos limitações desaparecem completamente, eo lobisomem se transforma em um "demônio errante," cometer um assassinato brutal e terrível dos sentimentos de ódio, vingança e ressentimento. Neste caso, a causa pode ser muito trivial: o lobisomem mata sua esposa (marido) porque ele (ela) está mentindo, ou seus filhos, porque eles gritam, ou seus pais, que muitas vezes são punidos eles na infância. Depois disso, tendo transformado novamente em um humano, um lobisomem não consigo lembrar o que aconteceu com ele. 


3) "Super" - é alguém que, depois de se tornar totalmente preserva a mente humana e do pensamento. A menos perigoso para a forma humana da lobisomem (assumindo que, evidentemente, que o seu comportamento na concha humano é considerado normal).O acima são os critérios básicos para a classificação de lobisomens. Deve notar-se que, muito raramente lobisomem um ou uma licantropo pertencem a personagem para um grupo particular. Muitas vezes, os sinais são misturados, e mesmo se, por exemplo, o lobisomem - "Super" é transformado em um lobo e pensa como um homem percebe que ele está no corpo de um lobo e não uma pessoa pode afetar a sua psique.


A besta fera




Apocalipse 13

4. e prostraram-se diante do Dragão, porque dera seu prestígio à Fera, e prostraram-se igualmente diante da Fera, dizendo: Quem é semelhante à Fera e quem poderá lutar com ela?

Podemos observar que o dragão (DIABO) deu o seu poder a besta (fera), mas como ele deu esse poder? Se você perguntar isso a um protestante ele ira mijar na roupa, mas não saberá te responder, mas para um católico da única igreja de Cristo isso e fácil, ele só poderia dar esse poder em espírito, mas que espírito? Logicamente através do espírito do anticristo, o mesmo São João escreve em sua primeira carta que o anticristo não é um homem e sim um espírito, e mais ele declara que naquele momento o espírito do anticristo já estava em no mundo que momento e esse? Século I.

I João 2

18. Filhinhos, esta é a última hora. Vós ouvistes dizer que o Anticristo vem. Eis que já há muitos anticristos, por isto conhecemos que é a última hora.


I João 4

3. todo espírito que não proclama Jesus esse não é de Deus, mas é o espírito do Anticristo de cuja vinda tendes ouvido, e já está agora no mundo.

Bem meus irmãos da única igreja de Cristo, são João afirma nesses textos que o anticristo era um espírito maligno, e que naquele momento já estava no mundo, o mesmo acontece com São Paulo, em sua carta aos tessalonicenses ele deixa bem claro, que o mistério da iniqüidade naquele momento já estava em ação apenas esperando o que lhe detinha, São Paulo escreve essa carta uns 15 anos antes da destruição de Jerusalém e uns 10 anos antes da perseguição Cristã por parte do imperador NERO.

II tessa 2

6. Agora, sabeis perfeitamente que algo o detém, de modo que ele só se manifestará a seu tempo.
7. Porque o mistério da iniqüidade já está em ação, apenas esperando o desaparecimento daquele que o detém.

Bem, por esses textos podemos afirmar que o anticristo era um espírito maligno, e que esse espírito maligno agiu na besta (fera) segundo ordens de satanás naquele momento que São João escreveu o apocalipse, naquela geração como Jesus profetizou e no século I. Só falta agora sabermos quem era essa besta, vamos ver suas características e provar que se tratava do império romano desde Otavio Augusto até Dominiciano, mas você poderá até me perguntar, o porquê só é contado o império romano desde Otavio Augusto ate Dominiciano e não os outros imperadores posteriores?  A resposta é Simples, por que São João narra a historia de Jerusalém desde o domínio romano com Otavio augusto até a sua destruição com o imperador Tito e o fim daquela dinastia com o irmão de Tito, o último imperador da dinastia Flavius Dominiciano. Vejam que São João começa a narrar os fatos com a invasão de Otavio Augusto na palestina por volta de 63 AC.


Apocalipse 11

1. Foi-me dada uma vara semelhante a uma vara de agrimensor, e disseram-me: Levanta-te! Mede o templo de Deus e o altar com seus adoradores.
2. O átrio fora do templo, porém, deixa-o de lado e não o meças: foi dado aos gentios, que hão de calcar aos pés a Cidade Santa por quarenta e dois meses.

Perceberam que São João esta narrando exatamente o inicio da BESTA, quando Otavio Augusto dominou a palestina? Mas vamos ver exatamente as características dessa BESTA, e assim provar que se tratava do império romano.

Apocalipse 13

1. Vi, então, levantar-se do mar uma Fera que tinha dez chifres e sete cabeças; sobre os chifres, dez diademas; e nas suas cabeças, nomes blasfematórios.

Vejam duas características interessantes sobre a BESTA (fera), a primeira característica dessa Besta é que ela se levantava do mar, mas que mar era esse? Simples a resposta se tratava do mar mediterrâneo que era porta de entrada do império romano para a cidade de Jerusalém. A segunda característica é que ela possuía 10 chifres e só 7 cabeças, interessante isso, parece coisa de outro mundo, mas São João estava apenas se referindo aos 10 imperadores romanos de Otavio a Tito, onde desse 10 imperadores só 7 obtiveram o seu reinado, ou seja dos 10 chifres que simbolizam poder só 7 que foram cabeças do império romano. Em apocalipse 17 diz que desses 7 reis 5 já tinham caído um estava em atuação, e o 7º que viria duraria pouco tempo, para vir um 8º rei que fazia parte dos 7.


Apocalipse 17

9. Aqui se requer uma inteligência penetrante. As sete cabeças são sete montanhas sobre as quais se assenta a mulher.
10. São também sete reis: cinco já caíram, um subsiste, o outro ainda não veio; e quando vier, deve permanecer pouco tempo.
11. Quanto à Fera que era e já não é, ela mesma é um oitavo (rei). Todavia, é um dos sete e caminha para a perdição.

Parece difícil de interpretar isso, mas com um pouco de entendimento histórico podemos observar que São João escrevia isso no momento em que VESPASIANO era imperador romano, um pouco antes de ele ordenar que seu filho Tito aquele 7º Rei que viria depois, destruísse o templo e a cidade de Jerusalém, mas vamos entender isso, com a historia:

1º) São João diz que existiam 10 reis, mas só 7 obtiveram reinado, vejam vocês que entre a dinastia JULIUS e a dinastia FLAVIUS existiram 3 imperadores (grifados de vermelho) “ GALBA, OTO E VITELIO” esses imperadores não obtiveram poder porque não tiveram um ano de reinado, e não foram cabeças do império romano, pois o futuro imperador VESPASIANO os derrotou assumindo o império romano dando inicio a dinastia FLAVIUS.


2º) São João diz que 5 reis já tinham caído, ele se referia ao fim da dinastia JULIUS que foi de Otavio augusto e terminou no reinado de CEZAR NERO.

3º) São João diz que um ainda estava em ação, ele se referia ao inicio da dinastia FLAVIUS, com o imperador VESPASIANO, no qual teria derrubado os 3 imperadores que não receberam seus reinados, GALBA, OTO E VITELIO

4º) São João cita um rei que deveria vir, mas que ao receber seu reinado duraria pouco, ele se referia a TITO, filho de VESPASIANO e que foi comandante na destruição do templo, esse imperador chamado TITO, durou apenas 2 anos seu reinado, das 7 cabeças ele foi o que durou menos.

5º) São João diz ao cair o 7º rei, viria o 8º que era um dos 7 mas caminhava para perdição, por que era a besta que já não existia, ele se referia a DOMINICIANO, esse imperador era tido como um novo CEZAR NERO, no qual também proclamou uma perseguição aos Cristãos, e os Cristãos julgavam ele como um novo Nero, mas São João diz que ele caminhava para perdição, isso por que ele seria o fim da dinastia FLAVIUS, e o fim da besta do apocalipse após a destruição do templo.


1a DINASTIA: DINASTIA DOS JULIUS E CLAUDIUS


1º)Otávio Augusto (31 a. c. – 14 d. C.) (caiu)
2º)Tibério (14 – 37) (caiu)
3º)Calígula (37 – 41) (caiu)
4º)Cláudio (41 – 54) (caiu)
5º)Nero (54 – 68) (caiu) o 666

Transição entre dinastia JULIUS e dinastia FLAVIUS

Galba (68 – 69) (não obteve reinado)
Oto (69)            (não obteve reinado)
Vitélio (69)        (não obteve reinado)

2ª DINASTIA DOS FLÁVIUS E ANTONINUS

6º)Vespasiano (69 – 79) (o rei que inda esta no poder)
7º)Tito (79 – 81) (o rei que duraria pouco)
8º)Dominiciano (81 – 96) (a besta que seria um dos 7 Reis)

Bem meus irmãos católicos, estão ai os 10 chifres, as 7 cabeças, o oitavo rei e a chamada BESTA DO APOCALIPSE.

Mas meus queridos, ainda têm algumas particularidades sobre essa BESTA (fera), por exemplo, São João diz que viu uma besta, que dava seu poder a outra besta, e que essa primeira besta teria sido curada de morte.

Apocalipse 13

3. Uma das suas cabeças estava como que ferida de morte, mas essa ferida de morte fora curada. E todos, pasmados de admiração, seguiram a Fera
11. Vi, então, outra Fera subir da terra. Tinha dois chifres como um cordeiro, mas falava como um dragão.
12. Ela exercia todo o poder da primeira Fera, sob a vigilância desta, e fez com que a terra e os seus habitantes adorassem a primeira Fera (cuja ferida de morte havia sido curada).

Bem, essa fera se tratava de Caio Calígula, o terceiro rei, por um tempo ele ficou enfermo e do nada ele se curou quando todos davam como certa sua morte, fatos narrados por Flavio josefo, a outra Besta (fera) no qual São João se referia se tratava de Herodes Agrippa, ele recebeu total poder de Caio Calígula para perseguir os santos apóstolos nessa são Tiago irmão de São João morreu.

Outra particularidade sobre a Besta que era o império romano, é quando São João cita que a imagem da besta era adorada.

Apocalipse 13

14. Seduziu os habitantes da terra com os prodígios que lhe era dado fazer sob a vigilância da Fera, persuadindo-os a fazer uma imagem da Fera que sobrevivera ao golpe da espada.
15. Foi-lhe dado, também, comunicar espírito à imagem da Fera, de modo que essa imagem se pusesse a falar e fizesse com que fosse morto todo aquele que não se prostrasse diante dela.

Flavio Josefo também narra em seu livro que Caio Calígula, após ter se curado de sua enfermidade, se proclama semi deus e assim manda colocar uma imagem dele mesmo no templo de Jerusalém, e todos que não adorassem sua imagem seriam mortos.

Outra grande questão para nossos amigos rebelados é quando São João cita o nome da Besta dando o numero de 666, ele usou o nome grego de CEZAR NERO, pois ele queria identificar a Besta com um nome de crueldade contra os Cristãos, e todos nos sabemos que NERO foi o imperador mais cruel, e em seu reinado ele proclamou um massacre aos apóstolos e discípulos, foi nessa que São Paulo e São Pedro foram martirizados.


Apocalipse 13

17. e que ninguém pudesse comprar ou vender, se não fosse marcado com o nome da Fera, ou o número do seu nome.
18. Eis aqui a sabedoria! Quem tiver inteligência, calcule o número da Fera, porque é número de um homem, e esse número é seiscentos e sessenta e seis.

Importante ainda observar que o designando pelo número 666, João queria insinuar a fragilidade e caducidade de tal perseguidor, ou perseguidores em geral, da Igreja, pois no simbolismo antigo dos números, 6 é símbolo de precariedade, visto que equivale a 7 (símbolo da perfeição) menos 1.

 Conclui-se que: César Nero em português = Kaiser Neron em grego = NVRN RSQ em hebraico = 666, assim:

 N     V      R      N      R       S       Q

50 + 6 + 200 + 50 + 200 + 60 + 100 = 666

Bem não temos mais dúvidas sobre isso.

Outra particularidade é quando São João cita que um anjo derruba uma taça sobre o trono da fera. Isso ocorreu quando o mesmo CEZAR NERO colocou fogo em ROMA, e após ter tido total rejeição, colocou a culpa nos Cristãos que lá viviam caso de São Pedro e São Paulo, fundadores da santa igreja católica única de Cristo.


Apocalipse 16

10. O quinto derramou a sua taça sobre o trono da Fera. Seu reino se escureceu e seus súditos mordiam a língua de dor.

A última particularidade sobre a Besta (fera) com a historia do império romano, é que nos livros de apocalipse, São João diz que a Besta junto com os 10 CHIFRES, odiaram a prostituta (Jerusalém). E assim a deixaria despida e a queimariam com o fogo, isso é fato, o império romano desde Otavio augusto até Dominicano sempre odiaram Jerusalém, isso se concluiu quando o imperador TITO, destruiu a cidade e o templo, deixando Jerusalém em ruínas, o que acaba com qualquer tentativa dos rebelados afirmarem que a besta seria o PAPA e a prostituta a IGREJA CATOLICA, nesse caso o PAPA teria que destruir a igreja católica, vejam todos vocês que eles nem sabem o que estão lendo.


Apocalipse 17

16. Os dez chifres que viste, assim como a Fera, odiarão a Prostituta. Hão de despojá-la e desnudá-la. Hão de comer-lhe as carnes e a queimarão ao fogo.

Deixando de lado essas particularidades, vamos explicar qual o significado da mulher babilônia (Jerusalém) montada sobre a Besta (fera) império romano.


Apocalipse 17

7. Mas o anjo me disse: Por que te admiras? Eu mesmo te vou dizer o simbolismo da mulher e da Fera de sete cabeças e dez chifres que a carrega.
8. A Fera que tu viste era, mas já não é; ela deve subir do abismo, mas irá à perdição. Admirar-se-ão os habitantes da terra, cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde o começo do mundo, vendo reaparecer a Fera que era e já não é mais.
9. Aqui se requer uma inteligência penetrante. As sete cabeças são sete montanhas sobre as quais se assenta a mulher.

Bem meus irmãos católicos não têm nada de difícil à interpretação desse texto, em outros tópicos eu já provei que a mulher prostituta da babilônia se tratava de Jerusalém, nesse tópico eu estou provando que a Besta (fera) se tratava do império romano da dinastia JULIUS a dinastia FLAVIUS, mas o porquê da mulher está sentada sobre a Besta? Também e simples, Jerusalém estava sobre o domínio do império romano naquele momento, e por que São João diz que os 7 chifres também são 7 montanhas no qual a mulher esta assentada? Por que geograficamente Jerusalém é a cidade cercada por sente montanhas, São João estava citando o SALMO 124, onde diz que Jerusalém estava cercada por montanhas.

Salmo 124

2. Como Jerusalém está toda cercada de montanhas, assim o Senhor envolve seu povo, agora e sempre.


A cultura oriental a que pertence São João, Jerusalém era conhecida como “a cidade das sete colinas” (Pirke de-Rabbi Eliezer, Seção 10). Estas colinas são:

(1) “Escopus”, (2) “Nob”, (3) “o Monte da Corrupção” ou “o Monte da Ofensa” ou “o Monte da Destruição” (2Reis 23,13), (4) O original “monte Sião”, (5) A colina sudoeste também chamada “Monte Sião”, (6) o “Monte Ofel” e (7) “A Rocha”, onde foi construída a fortaleza “Antonia”.

Bem meus amados irmãos católicos, da única igreja do nosso senhor Jesus Cristo, assim eu termino mais um tópico onde eu acabo com todas as mentiras protestantes sobre a Besta do apocalipse. Como pudemos observar:

A besta = império romanos (dinastia JULIUS e dinastia FLAVIUS)

A babilônia = Jerusalém (que estava embriagada pelos sangues dos santos e profetas)


Mas ainda existe uma BESTA, se chama protestantismo que ainda espera a vinda de uma besta que morreu no século I com aquela geração, cumprindo o que Jesus Cristo prometera em Mateus 24.

34. Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isto aconteça.

E mais uma vez a mentira acaba.

Mateus 24  

34. Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isto aconteça. 



Vida de Vampiro




Provavelmente você pensa que se tornando vampiro vai ficar imensamente lindo, forte, inteligente, poderoso, enfim, imagina que irá se tornar praticamente um deus. Na verdade, as coisas são muito diferentes, claro existem as vantagens, porém existem também as desvantagens, que as vezes podem ser consideradas ainda maiores que as vantagens. Bom, então vamos ao que interessa:
Vantagem: Quando se transforma em vampiro, você deixa de ser um reles humano, um ser sem nenhuma utilidade; Desvantagem: A transformação dói demais, é um processo que vários não aguentam levando a morte. 
Vantagem: Você se torna extremamente inteligente, tem seus sentidos aguçados, fica mais forte 'não vira um Hulk', começa a sentir atração por sangue; Desvantagem: Com essa atração por sangue, vira precisão, e se em um período de tempo não tomar, começa a ficar mais fraco, retardando os sentidos, o que pode levar a uma sede insaciável, você também começa a achar que é mais forte que todo mundo, podendo caçar briga com quem não deveria.
Vantagem: Se tornando um ser superior, você começa mesmo a passar a ideia de ser melhor que os outros, e não deixa isso escondido, você mostra isso em tudo, na maneira de falar, de agir, até de ver o mundo; Desvantagem: Você começa a parecer um metido que se acha demais, e começa a ser odiado por varias pessoas.
Desvantagem: Você começa a ficar solitário por causa de seus conhecimentos, e é visto pelos outros como uma pessoa perturbada, quando na verdade, você é apenas um ser que por sua complexidade, não consegue agir como deveria entre os humanos.
Citei acima algumas desvantagens e vantagens de ser vampiro, agora cabe a cada um decidir o que quer fazer, e não adianta alguns virarem e falarem, é difícil mais eu consigo, porque não é assim, no meio a maioria desistiria, e esse é um caminho que não tem volta, então pense bem antes de qualquer decisão.




Passagens Sanguinárias na Bíblia




A Bíblia é o livro mais lido da história e o mais sagrado que já existiu no mundo cristão, pois possui, nada mais nada menos que, a “Palavra de Deus”.

Obviamente, e como era de se esperar de algo tão sagrado, é inadmissível que você cristão ou mesmo qualquer um de nós venha a questionar o que está neste livro, afinal, dessa forma você estará questionando a palavra de Deus, um enorme sacrilégio que, tempos atrás, poderia inclusive custar a sua vida, vide a Inquisição.

No entanto, não podemos deixar de notar que várias passagens da Bíblia relatam uma sanguinolência terrível, coisas que colocariam muitos filmes violentos de hoje “no chinelo” e que, certamente, você se sentiria no mínimo desconfortável de ler isso aos seus filhos.

Pior do que isso, muitos podem pensar que isso seja “tudo obra do Diabo”, entretanto, a maioria esmagadora dessas mortes, para nossa surpresa, são cometidas direta ou indiretamente por Deus, ou em nome Dele.

O americano Steve Wells anotou todas as mortes, como essas, registradas nas sagradas escrituras e as somou, chegando à incrível soma de 2.552.452 (dois milhões, quinhentos e cinquenta e dois mil, quatrocentos e cinquenta e duas mortes, entre homens, mulheres e crianças). Isso sem contar os que deveriam ter sido mortos no dilúvio, algo que poderia passar de trinta milhões.




SERVOS DO MISTICISMO NEGRO

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...