Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Dragon Rouge - A sociedade Satãnica

Imagem
Dragon Rouge ou Ordo Draconis et Atri Adamantis, é uma sociedade secreta fundada em 1989 na Suécia a qual os membros praticam artes ocultas em sua forma obscura. Ela possui cerca de 500 membros através do mundo. Existem duas lojas na Suécia, uma na Itália, uma na Alemanha e outra na Polônia, além ainda de haver pequenos grupos organizados na Argentina, México e na República Tcheca A ordem segue uma linha bem incomum da maioria das sociedades secretas ao explorar o lado negro da magia e o Caminho da Mão Esquerda , junto de outras sociedades como Templo de Set, Ordo Templi Orientis e a Ordem de Phosphorus. Dragon Rouge explora o lado negro focalizando cinco vias principais.
A Dragon Rouge realiza cerimônias, além de noites de estudos e leituras com palestrantes convidados. Os membros também viajam para locais de importância ocultista na Europa, pricipalmente no ship tumuli na Suécia e em Externsteine na Alemanha. Para os membros iniciados, a Dragon realiza debates filosóficos, jantares e f…

Bíblia Satânica

Imagem
A Bíblia Satânica (The Satanic Bible) é um livro escrito pelo satanista Anton LaVey em 1969. Contêm uma coleção de ensaios, observações e rituais mágicos que formam a base do Satanismo de LaVey que enfatiza Satã como uma força da Natureza. Na introdução do livro, LaVey opina contra algumas práticas ocultistas: Este livro foi escrito porque, com muitas poucas exceções... Escritor após escritor, no esforço de apresentar os princípios da “magia branca e negra”, tiveram sucesso em obscurecer o conjunto em questão tão prejudicialmente que o estudante de magia dá asas a estupidez, empurrando uma prancheta sobre uma tábua de Ouija, ficando em pé dentro de um pentagrama esperando um demônio se apresentar a ele, facilmente lançando I-Ching de modo pomposo como muitos antigos pretensiosos... em geral fazendo papel de tolo para si aos olhos daqueles que realmente conhecem. (Prefácio do livro A Bíblia Satânica) A Bíblia Satânica revela o verdadeiro satanismo e despreza técnicas ocultistas onde o sat…

Símbolos Demoníacos

Imagem
Em demonologia, a assinatura diabólica é a assinatura que um demónio ou espírito terrenal usa com a finalidade de selar um pacto com aquele que o invocou. As assinaturas dos demónios encontram-se formalizadas na forma de um símbolo. Esse símbolo destina-se a identificar a identidade do demónio, ao mesmo tempo que ocultando o seu verdadeiro nome. O símbolo demoníaco é normalmente assinado á mão e em sangue, sendo que na maioria das vezes encontra-se configurado na forma de um circulo.

A obra  «Lemegeton Clavicula Salomonis» , descreve uma variedade de signos correspondentes a vários demónios, se bem que a verdadeira assinatura dos demónios não foi totalmente revelada nessa obra.

Possessão Demoníaca

Imagem
A possessão demoníaca não é um diagnóstico psiquiátrico ou médico válido e reconhecido pelo DSM-IV e CID-10. Aqueles que professam a crença em possessões demoníacas por vezes descrevem sintomas que são comuns a várias doenças mentais, como histeria, mania, psicose, síndrome de Tourette, epilepsia, esquizofrenia ou transtorno dissociativo de identidade. Em casos de transtorno dissociativo de identidade em que a personalidade é questionada quanto à sua identidade, 29% são relatados como possessões de demônios. Além disso, há uma forma de monomania denominada "demoniomania" ou "demonopatia" em que o paciente acredita que está possuído por um ou mais demônios. A ilusão de que o exorcismo funciona em pessoas com sintomas de possessão é atribuída por alguns ao efeito placebo e ao poder da sugestão. Algumas pessoas supostamente possuídas são realmente narcisistas ou sofrem de baixa auto-estima e agem como uma "pessoa possuída por um demônio" com o propósito de ga…

O Castelo assombrado de Chillingham

Imagem
O Castelo de Chillingham é amplamente considerado como um, se não, o lugar mais assombrado da Inglaterra. Tendo mais de 800 anos, o castelo foi construído com um único propósito e um propósito apenas; matar. No coração de Northumberland, o castelo era a primeira linha de defesa, prevenindo os escocêces de chegar a fronteira para invadir a Inglaterra. Ela tem uma verdadeiramente incrível, ainda horrível, história, e por isso é um dos lugares mais mal-assombrados do mundo. O calabouço é um pequena sala com marcas riscadas na argamassa aonde prisioneiros contavam quantas dias ainda tinham para viver. Eles podiam esperar ter seus braços e pernas quebrados antes de serem jogados 6m abaixo num buraco conhecido como o Oubliette e deixado para morrer, ou por inanição ou pelos ferimentos. Algumas vezes prisioneiros começariam a comer pedaços da carne de outros e até dos seus próprios corpos numa tentativa em vão de prolongar suas vidas. É documentado que se você olhar para baixo através da grel…

MENTES SUICIDAS

Imagem
Enquanto que as almas das pessoas que morreram de forma natural experimentam alívio e até alegria no outro mundo, as almas dos suicidas ao contrário, experimentam inquietação e sofrimento. Um especialista na área de suicídio ilustrou esse fato com a sábia frase: "Se você despede-se da vida com a alma agitada, vai passar para o outro mundo também com alma agitada." Os suicidas se matam para "acabar com tudo," mas acontece que lá para eles, está tudo apenas começando.
Eis alguns relatos modernos que ilustram o estado dos suicidas no outro mundo: um homem que amava ardentemente a sua mulher, tentou suicídio quando ela morre. Ele tinha esperança de unir-se com ela para sempre. No entanto, tudo ocorreu de outra forma. Quando o médico conseguiu reanimá-lo, ele disse: "Eu fui parar em um outro lugar, não o mesmo dela. Era um lugar terrível... E eu imediatamente entendi que cometi um enorme erro" .
Alguns suicidas que retornaram à vida descreveram que após a morte,…

Quem foi Vlad Tepes ?

Imagem
Foi somente quando avaliou referências durante uma pesquisa no British Museum que o romancista Bram Stoker encontrou o homem que serviria de base perfeita para seu clássico personagem de terror gótico, o Conde Drácula [fonte: Kent State University]. Vlad Tepes, um príncipe do século 15, que vivia nas montanhas  da Europa oriental foi sua inspiração. Relatos da crueldade de Vlad Tepes vêm sendo distorcidos ao longo da história e a adaptação de Stoker parece ter perpetuado esses equívocos. Do pai, Vlad orgulhosamente herdou o nome "Dracul" ("Filho do Dragão"), mas o príncipe passou a ser chamado de "Tepes" ("Empalador") baseado em seu suposto gosto de empalar suas vítimas.  A imagem popular de Drácula mudou de terrível vampiro para comediante (como o Grandpa no programa de TV "The Munsters"). Mas como era o verdadeiro Conde Drácula? Tepes não era um vampiro, embora um relato histórico detalhe que ele bebia o sangue de suas vítimas. Logicame…